CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

RARIDADE, DE ANDERSON FREIRE - ERROS TEOLÓGICOS

raridade anderson silva

RARIDADE, DE ANDERSON FREIRE, ERROS TEOLÓGICOS:

por Helbert Souza

Foi em 2013 que o cantor gospel Anderson Freire lançou, pela gravadora MK, o seu segundo álbum de estúdio: “Raridade”. Ainda hoje, nas rádios e igrejas evangélicas, a música continua tocando com muita frequência.
Um leitor do Matérias de Teologia perguntou-nos se há equívocos teológicos nessa música. Antes de responder, é necessário esclarecer pelo menos três pontos. Parecem óbvios, mas não poucos simpatizantes da música indagariam:


1º Mas... a melodia da música não é ruim.
Não estamos analisando a estética da música, e sim o conteúdo de sua letra.

2º Mas... ele compôs este louvor para adorar a Deus.
Não estamos afirmando que o compositor não intencionava adorar a Deus com a sua canção, porém nossas boas intenções não nos isentam de falácias.

3º Mas... ele é um homem de Deus
Não estamos julgando o caráter de sua pessoa, mas sim a sua composição, no que diz respeito ao aspecto doutrinário.

Existem inúmeros equívocos, mas primeiro, claro, vamos à letra, à sua transcrição - embora deva ser conhecida da maioria de nossos leitores:

Raridade - Anderson Freire

Não consigo ir além do teu olhar,
Tudo o que eu consigo é imaginar,
A riqueza que existe dentro de você,
O ouro eu consigo só admirar,
Mas te olhando eu posso a Deus adorar.
Sua alma é um bem que nunca envelhecerá.

O pecado não consegue esconder,
A marca de Jesus que existe em você,
O que você fez ou deixou de fazer,
Não mudou o início, Deus escolheu você.
Sua raridade não está naquilo que você possui
Ou que sabe fazer,
Isso é mistério de Deus com você.

Você é um espelho, que reflete a imagem do Senhor,
Não chore se o mundo ainda não notou,
Já é o bastante Deus reconhecer o seu valor.
Você é precioso, mais raro que o ouro puro de Ofir.
Se você desistiu, Deus não vai desistir.
Ele está aqui pra te levantar se o mundo te fizer cair.

Não é possível comentar cada frase da canção neste artigo, ficaria muito grande. Portanto, pretendo resumir alguns pontos que considero importantes para análise, em cada estrofe.

Observa que, já na segunda linha, o homem é descrito de uma forma bastante diferente do que a Bíblia nos ensina:

- vamos supor que se trate do homem ímpio

" [...] tudo que eu consigo é imaginar, a riqueza que existe dentro de você [...]"

Péssima imaginação! (já explico o porquê)

Além do mais, o cristão não deve “imaginarnovas verdades, ele precisa “aprender” a antiga verdade de Deus, a Sua Palavra.
Se é para ter uma imaginação bíblica, então, toque a música:

♫♪" [...] tudo que eu consigo é imaginar a riqueza que existe dentro de você [...]"
" os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as imoralidades sexuais, os roubos, os falsos testemunhos e as calúnias”. ♪♫  (Mateus 15:19 - NVI - Biblia Online)

Riqueza? Só se for de perversidades!

Romanos 3:9-18 mostra que o homem natural está debaixo do pecado. Que não há nenhum justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque, todos tonaram-se inúteis. Não há ninguém que faça o bem; mostra-nos que a garganta do descrente é como sepulcro aberto; que há veneno em seus lábios, maldição, amargura. Que são ágeis em derramar sangue, que desconhecem o caminho da paz, não temem a Deus.
São apenas dois exemplos, todavia existem muitos outros textos da Escritura que nos mostram a condição do homem irregenerado.

- Supondo, agora, que se trate do crente:

A Bíblia nos ensina em 2 Coríntios 4:6 e 7 que Deus disse: "Das trevas resplandeça a luz" e Ele mesmo brilhou em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo, mas temos esse tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não nossa.
Não haveria motivos para enaltecer a figura humana. Foi Deus que fez resplandecer, em nós, a Sua luz. Foi Ele que brilhou em nossos corações; que revelou a sua glória em Cristo. Somos apenas vasos de barro.
Mas vamos tentar ver esse primeiro refrão com bons olhos e acreditar que se refere aos crentes e que a ideia é a seguinte:

ao olhar para um cristão genuíno, vejo nele o reflexo de Deus, observo a bela obra que Deus fez em sua vida, moldando-o à sua imagem, sou desse modo levado a adorar a Deus.”

Isto justificaria a primeira estrofe, mas a colocaria em franca contradição com a segunda, que traz a ideia de um homem ainda em pecado. Aliás, esta segunda parte é bastante confusa, parece iniciar falando sobre um ímpio e terminar falando de um cristão:

"O pecado não consegue esconder a marca de Jesus que existe em você...

Considerando que “a marca de Jesus” que existe no homem é o fato de ele refletir a imagem de Deus, o pecado não aniquilou essa imagem de Deus no homem, mas com certeza a distorceu, deformou-a. O homem natural é a imagem do primeiro Adão e não do Segundo Adão (Cristo). Ele esconde-se de Deus, é hostil ao seu próprio Criador, vive em rebelião, tem parceria com a Serpente para tentar, por seus próprios esforços, ser igual a Deus.

Segundo equívoco:

"Sua raridade não está naquilo que você possui ou que sabe fazer...”

Raridade é a qualidade de algo que é raro. O termo “raro”, segundo o dicionário pode significar:
1. Que não é comum 
2.Que não é abundante 
3.Que não é frequente.

Será que, individualmente, somos tão raros assim, enquanto imagem de Deus?
É óbvio que Deus também nos enxerga de forma particular, mas não existem tantos outros servos de Deus que O espelharam, tanto na Bíblia, como na história?

Milhares de cristãos já morreram imitando a Cristo, o qual voluntariamente se entregou em nosso favor. Mesmo isso não faz os mártires mais especiais para Deus do que nós. Ou então seríamos nós mais importantes do que eles?
Precisamos extirpar, definitivamente de nosso meio, a ideia passada por muitos pregadores famigerados, que Deus tem crentes com uma faixa espiritual, em seu peito: "xodozinho de Jeová". Deus não tem "mauricinhos", "patricinhas". Não há para o Senhor um crente mais importante do que outro. Todos nós fomos resgatados pelo precioso sangue de Jesus.  Seria o sacrifício de Cristo mais valioso na vida de uns e menos valioso na vida de outros? Às vezes, ouvimos testemunhos de pessoas que eram terríveis quando estavam no mundo e depois se converteram, mas e aqueles que nunca mataram, que nunca traficaram? Quanto aos que nunca tiveram uma experiência de quase morte; e os que não são ex-presidiários, não são ex-satanistas? Sua conversão é menos importante? Não eram tão carentes da glória de Deus, como os outros? Sem Cristo, não pereceriam da mesma forma?
A Bíblia é cristocêntrica. Nós também precisamos ser. Nossas canções também precisam ser.
Se alguém é especialmente a imagem de Deus, este alguém não é você, é Cristo:
Colossenses 1:15 - “O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação”

Seja Cristo exaltado!

O dicionário continua a sua definição de "raro":

4. Que tem muito mérito
5. Extraordinário; pouco espesso; pouco denso
6. Excêntrico; extravagante.
Dicionário Online Priberam  (www.priberam.pt)

Se este é o sentido imaginado pelo compositor, pior ainda, pois novamente, além do pensamento ser antropocêntrico, é contraditório. É no mínimo uma tentativa – a essa altura, tardia e ineficaz - de demonstrar que Deus tem alguma glória nisso.
Se a raridade (ou seja, o mérito) não está nas posses, nem nas obras, deveria estar em Deus (Efésios 2.8), mas certamente esse não tem sido o foco da canção ou o caminho para qual ela tem se dirigido.

O termo “raro” aparece novamente no antepenúltimo verso:

"Você é precioso, mais raro que o ouro puro de Ofir"

Aqui é uma clara menção ao texto de Isaías 13.12:

“Farei que o homem seja mais precioso do que o ouro puro, e mais raro do que o ouro fino de Ofir.”
Biblia Online, versão ACRF

O detalhe (detalhe ??) é que o texto está falando de juízo e destruição, mostrando que quando Deus manifestar o seu juízo, serão tantos os mortos, que os homens serão tão raros na terra, quanto é o ouro de Ofir (o ouro de Ofir era difícil de ser encontrado). Basta ler todo o Capítulo 13.
É isto que alguém, ao cantar tal música, deseja? Tornar-se raro, pelo fato de ser um dos poucos sobreviventes de uma catástrofe? Acredito que não! Talvez depois de refletir sobre isso, quem antes gostava da letra da canção, nem queira mais ser precioso.

E chegamos ao refrão. Infelizmente a situação não muda, mas até piora. O tom de autoajuda é excessivo.
"Você é um espelho que reflete a imagem do Senhor.
Não chore se o mundo ainda não notou.
Já é o bastante Deus reconhecer o seu valor"

Que refletimos a imagem do Senhor, é uma verdade bíblica, mas aqui fica claro, através das próxmas linhas, que o objetivo da música parece ser acariciar o ego do homem, levá-lo a buscar reconhecimento. “Se não der para alcançá-lo no mundo, encontre-o em Deus. O que importa é alguém reconhecer o seu valor.”

Além do mais, como assim, o mundo não notou que você é a imagem do Senhor?
Veja o que a Bíblia diz em Mateus 5:14-16
"Vocês são a luz do mundo.
Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte.
E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa.
Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus".
NVI - Biblia Online

O mundo precisa ver a nossa luz, notar que somos diferentes, pois a imagem de Deus foi restaurada em nós, o mundo necessita ver as nossas obras (Tiago 2.18) e assim, glorificar a Deus.
As pessoas precisam reconhecer Cristo em nós (Gálatas 2:20)
Precisam ver o fruto do Espírito (Gálatas 5.22)
Quando a igreja é diferente do mundo, quando ela é sal e luz, não é possível não ser notada.
Quando ela vive de forma santa, não passa desapercebida pelo mundo.
Não recebe títulos, reconhecimentos humanos, troféus do mundo, mas é perseguida por ele. E isto será grande honra para ela.

“Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos céus.
Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês.
Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês".
(Mateus 5:10-12) NVI - Biblia Online

Quanto à igreja evangélica brasileira:

Será que se a igreja fosse mais santa, ela seria mais perseguida? Ou será que se a igreja fosse mais perseguida, ela seria mais santa?

Com certeza, esse tipo composição, não nos leva a refletir sobre isso.
Não parece que Deus é bom, em sua essência, em sua natureza, mas que Ele torna-se bom, à medida que nos serve. Se fosse não fosse assim, a canção não diria, em seu último verso:

"Ele está aqui pra te levantar, se o mundo te fizer cair".
 (parece que é Deus quem nos serve, que a sua presença no culto é, em primeiro lugar, uma forma de realizar as nossa vontade, como um gênio da lâmpada)

e sim, diria:

"Você está aqui pra O adorar, por tudo que Deus é, enfim!"
 
Não necessariamente essa frase, mas algo que transmitisse a ideia.

Dado o exposto, creio que a música “Raridade” reflete:
um antropocentrismo exagerado;
uma má interpretação bíblica;
a figura de um deus que é empregado do homem e não seu Senhor, um psicólogo que oferece autoajuda e não a ajuda do alto.

7 comentários :

  1. Bom dia, a paz do SENHOR a todos
    Vejo o testemunho do autor Anderson Freire de como surgiu a música e avalie se há algum erro teológico.
    https://www.youtube.com/watch?v=-g2iyi54Euo

    Lourival

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado irmão, o senhor leu as primeiras linhas do artigo? O seu questionamento já foi respondido no próprio texto:

      "[...] 2º Mas... ele compôs este louvor para adorar a Deus.
      Não estamos afirmando que o compositor não intencionava adorar a Deus com a sua canção, porém nossas boas intenções não nos isentam de falácias. [...]"

      3º Mas... ele é um homem de Deus
      Não estamos julgando o caráter de sua pessoa, mas sim a sua obra, no que diz respeito ao aspecto doutrinário.

      Abraço, Deus o abençoe!

      Excluir
    2. o problema é vcs teólogos se acham sabios de mais, só que vcs tambem são humanos sujeitos a erros e se o compositor errou quem me garante que vc não está errado?

      Excluir
  2. A paz do Senhor.
    Parabéns pelo artigo,pois muitos cantam,não louvam,esquece que o louvor é uma oração a DEUS,se deixam levar pela melodia e nem prestam atenção na letra da musica.

    ResponderExcluir
  3. Estava há tempos uma explicação minuciosa dessa música,(heresia) e não encontrava. PARABÉNS ao que eu posso chamar de IRMÃO, o autor do texto.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom, hebert!
    Louvado seja Deus! Exaltado seja o nosso senhor Jesus! E não o homem!!
    Infelizmente o que mais há hoje em dia são pastores, lideres e personagens "evangélicos" com ideais distorcidos do santo evangelho, e só o que buscam é acariciar o ego de muitos que se dizem cristãos (fazem isso com certas pretensões não acham?), enfim, são dignos de pena no dia que vier o juízo de Deus! "Pois nem todo o que diz, senhor, senhor, entrará no reino dos céus!
    Grande abraço, Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  5. Crescei na graça e no conhecimento..
    ....Excesso de conhecimento...
    ....Falta de graça.... (trágico)

    ResponderExcluir

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria