CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

A DISCIPLINA DE DEUS - por Leonardo Dâmaso






O propósito da disciplina de Deus

        É bem verdade que muitos cristãos passam por certos momentos de sua vida cometendo pecados, onde estes negligenciam os meios de graça ou disciplinas espirituais, tais, como: oração, jejum e estudo das Escrituras que desemboca em desânimo, fraqueza, tepidez espiritual e em esterilidade, ou seja, cessam de produzir frutos através de uma vida que glorifica a Deus. 

Em vista disso, Deus intervém com a disciplina por meio de diversas tribulações, como: enfermidade, problemas financeiros, emocionais dentre outros para tirar o cristão de uma vida em pecado, levantá-lo do desânimo e reanimá-lo espiritualmente. O propósito da disciplina na vida do cristão é, em suma, fazer com que este cresça em santificação e viva uma vida frutífera para a glória de Deus.

        Na carta aos Hebreus 12.5-6, é dito que Deus toma a iniciativa de corrigir os filhos que se desviam. No verso 8 é mencionado que sem disciplina não somos filhos, mas bastardos. E no verso 11 é descrito que o projeto de Deus na disciplina não é provocar dor, mas fazer com que o cristão viva uma vida que produza frutos que o glorifiquem. A disciplina não é contínua, pois quando o cristão se arrepende de seus pecados e os deixa, a disciplina cessa. Sendo assim, de acordo com o texto da carta aos Hebreus, senão vejamos, então: 

Três atos da disciplina de Deus na vida do cristão

1) REPREENSÃO

      Hebreus 12.5b – Filho meu, não desprezes a disciplina que do Senhor. Uma repreensão é uma advertência verbal. Podemos ouvir a repreensão de Deus através da leitura das Escrituras, pelos louvores entoados a Deus, através da exposição das Escrituras nos cultos e do convencimento do Espírito Santo individualmente em cada um.

2) REPROVAÇÃO 

       Hebreus 12.5c – Nem fiques desanimado quando por ele és repreendido. A reprovação é um ato mais severo na disciplina, porém, é uma reprovação amorosa de Deus que visa o bem dos seus filhos.

3) PUNIÇÃO

       Hebreus 12.6 – Pois o Senhor disciplina a quem ama e pune a todo que recebe por filho. C. S. Lewis disse que Deus sussurra por meio do prazer, mas grita por intermédio da dor. Deus pune severamente os seus filhos quando estes se desviam para propósitos pedagógicos na vida deles.

      A disciplina é um ato doloroso na perspectiva do homem, mas na perspectiva de Deus é um ato amoroso e responsável, uma vez que ele, como nosso Pai, não deseja que os seus filhos sofram em virtude dos pecados. A disciplina não é agradável nem para o filho, que a recebe, nem para o Pai, que a aplica. Entretanto, a disciplina é necessária na vida do cristão para que este seja aperfeiçoado e amadureça na graça e no conhecimento de Cristo Jesus, o nosso Senhor.



Contato pelo email: Tadeudamaso@yahoo.com.br
Contato pelo facebook: Leonardo Dâmaso

0 comentários :

Postar um comentário

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria