CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

CARTA AO IRMÃO VICENTE PAULINO DA SILVA BARRETO - Por Leonardo Dâmaso

Carta respondendo a pergunta do irmão VICENTE PAULINO DA SILVA BARRETO

IRMÃO VICENTE: Presbítero Leonardo, O CRENTE PODE SER ANARQUISTA?

(Este nome é fictício, mas a situação é real e bem comum no meio evangélico)

     Irmão Vicente, antes de eu falar se o crente pode ou não ser anarquista, precisamos entender primeiramente o que é anarquismo. O Anarquismo, do grego ἀναρχος (anarkhos), significa "sem governantes”. É uma espécie de doutrina e filosofia política que engloba teorias, métodos e ações cujo objetivo é a eliminação total de todas as formas de governo compulsório. Ou seja, o anarquismo visa à eliminação e a substituição de toda autoridade do Estado pelo contato livre. Noutras palavras, é o funcionamento da sociedade sem Estado e sem governo.

De um modo geral, os anarquistas são contra qualquer tipo de ordem hierárquica. Eles não gostam de se submeter a qualquer tipo de governo ou liderança. A visão anarquista tem em mente estipular seu próprio governo livre da tirania e do jugo do governo que seriam substituídos por uma federação de grupos autônomos, dentro dos quais os indivíduos agiriam com liberdade e independência exaltando a liberdade absoluta conclamando um socialismo voluntário.

Alguns anarquistas CRENTES ou até mesmo NÃO CRENTES geralmente baseiam a sua Ideologia no Cristianismo ressaltando que Jesus foi um grande e o maior exemplo de ANARQUISTA que já existiu, e que o evangelho pregado por ele, foi um EVANGELHO ANARQUISTA contra a religião legalista e hipócrita de sua epóca e contra o governo Romano. Contudo, esta COSMOVISÃO de que Jesus e o evangelho são ANARQUISTAS é totalmente ABSURDA! Jesus quando veio a esta terra foi completamente SUBIMISSO AO PAI, a SUA LEI e a LEI CIVIL correspondente a Israel como teocracia. Em suma, Jesus obedeceu toda a lei cumprindo assim também o seu papel de cidadão! (veja Mt 17.24-27; 22.15-22).

O maior problema dos anarquistas é que eles querem ser INDEPENDENTES e serem LIVRES. O anarquismo não é contra a ordem em si, mas contra a subimissão a autoridade governamental "tirana" e capitalista que oprime as pessoas, especialmente o trabalhador e as de classes humildes que são as menos favorecidas. Mas a INDEPÊNDENCIA e a LIBERDADE de LÍDERES que eles tanto almejam nunca será possível. Em toda a Escritura vemos diversos exemplos de liderança estipuladas por Deus como por Moisés, Josué, Davi etc.. O próprio Deus é um Deus que lidera com equidade e bondade o mundo, e nós, humanos, somos e sempre seremos LIDERADOS EM TODAS AS ÁREAS DA VIDA! Isto é um fato insofismável.

Em contra partida, esta indignação dos anarquistas contra o sistema de governo corrupto não é errada em si. Porém, o que é errado para o anarquista é em não querer cumprir muitas das vezes as suas obrigações de CIDADÃO, agindo assim ao contrário de Jesus que foi obediente em tudo! Os anarquistas na sua maioria votam sempre NULO nas eleições, mas tal atitude além de ser errada também não vai mudar em nada. O dever do cidadão nas eleições é votar por dizer assim no MENOS PIOR DOS CANDIDATOS e, assim, estará cumprindo o seu papel de cidadão e obedecendo a palavra de Deus que nos orienta a isso (veja Rm 13.1-7 como exemplo).

Por outro lado, existe também uma classe de crentes que são anarquistas e que, na sua maioria, é composto pelos famosos DESIGREJADOS. Ou seja, são crentes que deixaram suas congregações revoltados devido à extrema corrupção e hipocrisia religiosa por parte dos líderes e também de crentes que escandalizam o evangelho. Não obstante, estes DESIGREJADOS pensam que não precisam de congregar em uma igreja e de serem SUBIMISSOS ao líder religioso para serem salvas, e que podem congregar em casa sendo assim INDEPENDENTES DE IGREJA e de um LÍDER para orientá-las na palavra de Deus e velar por suas vidas. Contudo, esta visão ANARQUISTA EVANGÉLICA é completamente contrária a Escritura. (Veja duas passagens dentre muitas que nos exortam a congregar e a estarmos debaixo de uma liderança, desde que a liderança esteja pautada na Escritura (Hb 10.25; Hb 13.7)

Em suma, para concluir: Não é certo então um crente ser anarquista? A resposta é não! Tanto o ANARQUISTA sem religião, tanto o crente que é ANARQUISTA que é membro de uma igreja e está debaixo de uma liderança ou o ANARQUISTA DESIGREJADO, ambos, em adição os ANARQUISTAS CRENTES, precisam rever os seus conceitos sobre o que é ser crente na Escritura e ver se realmente o são VERDADEIRAMENTE agindo desta forma. Existem muitos ANARQUISTAS que se dizem CRENTES, mas que pelas suas ATITUDES e pela sua COSMOVISÃO não são VERDADEIROS CRENTRES, antes, precisam NASCER DE NOVO! Por fim, não há nenhum vestígio sequer em toda Escritura sobre algum homem ou mulher de Deus que foi ANARQUISTA. Judas, contudo, foi um tipo de ANARQUISTA zelote, porém, sabemos que Judas não fazia parte do povo de Deus!

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria