CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

O HOMEM ERA SALVO PELA LEI NO ANTIGO TESTAMENTO? - Por Leonardo Dâmaso


Deus não deu lei ao homem para ser obedecida como o meio para se alcançar a JUSTIFICAÇÃO DOS PECADOS e a SALVAÇÃO. A lei no Antigo testamento tinha como fator primordial através dos RITOS e SACRIFICIOS apontar para o Messias, isto é, as promessas futuras da obra redentora do salvador. 



Portanto, os crentes no Antigo testamento como Abraão, Isaque, Israel, Sansão, Elias entre outros, foram salvos e justificados NÃO PELA OBEDIÊNCIA A LEI, mas foram salvos e justificados PELA FÉ no evangelho pregado a eles através das figuras da lei cerimonial como os RITOS E SACRIFICIOS DE ADORAÇÃO que tipificavam Cristo. Muitos dos Israelitas que não entraram na terra prometida, diz a bíblia, foi devido a DESOBEDIÊNCIA AS LEIS DE DEUS, porém, esta DESOBEDIÊNCIA foi motivada pela FALTA DE FÉ. Em suma, o motivo dos Israleitas que não entraram na terra prometida não foi pela DESOBEDIÊNCIA A LEI em si, mas especialmente pela FALTA DE FÉ. Não tomamos posse da salvação eterna PELAS OBRAS, mas sim PELA FÉ. Os Israelitas não tomariam posse da terra prometida pela OBEDIÊNCIA A LEI, mas sim PELA FÉ. Entretanto, a FALTA DE FÉ DELES resultou em DESOBEDIÊNCIA. Esta é a diferença. Concluímos então que A LEI COLABORA INDIRETAMENTE NA JUSTIFICAÇÃO, ou seja, o papel da lei no Antigo Testamento e também hoje no periódo da nova aliança é ser a placa indicativa que mostra o caminho da salvação, a saber, A FÉ NO CRISTO JUSTIFICADOR E SALVADOR.

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria