CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

A ORAÇÃO DO SALMO 23


 


Introdução


  • Quem não conhece este salmo que acabamos de ler?

  • Muitos são os que conhecem, mais são pouquíssimos que conhecem a sua profundidade, o seu significado, o seu propósito e a seu poder tranqüilizador.


  • Ele é muito usado como se fosse uma marca, estampada em camisa, em adesivos de carro, em enfeites dentro de casa e também como reza em velórios.

  • Mais os propósitos dessa oração vão muito mais além. Em cada verso de Davi existem verdades fundamentais para a nossa vida espiritual. Verdades que podem nos fazer viver melhor, sem medo e com confiança plena em Deus.

  • Essa oração foi feita logo após a batalha de Davi com o filisteu Golias, que de uma forma blasfemadora insultou o Deus de Israel e acabou perdendo a cabeça para esse pequeno pastor de ovelhas.

  • Este Salmo foi escrito aproximadamente em 1029 A.C. Estas foram as palavras usadas por Davi para expressar a sua gratidão a Deus pela vitória sobre seu inimigo. Também podemos dizer que um exemplo de oração que deveria ser usada pelos cristãos hoje para agradecer as vitoria que Deus nos dá. ( não estou dizendo que para é  tornar este salmo uma vã repetição ou reza)

  • Então para entendermos a oração de Davi, vamos analisar cada versículo e aplicá-los em nossa vida.


ESPLANAÇÃO


  • O Senhor é o meu Pastor (V.1a)

  • Antes de ser rei de Israel, Davi pastoreava o rebanho de ovelhas de seu pai. Ele exercia bem o seu trabalho e conduzia bem cada uma de suas ovelhas. Davi já tivera que lutar com urso e Leão para proteger as suas ovelhas.

  • Então disse a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de meu pai e vinha um Leão e um urso e tomava uma ovelha do rebanho, e eu saia após ele, e o feria e a livrava de sua boca; e levantando-se contra mim, lançava-lhe a mão na barba e o feria e o matava. (I Samuel 17:34-35)

  • Davi nos ensina que o pastor da sua vida pelas ovelhas, assim é o nosso Senhor.

  • No Capitulo 10 de João, Jesus se declara como o bom pastor que fora designado pelo Pai como Salvador e rei, em contraste com os falsos pastores de Israel, que eram auto-designados e hipócritas.

  • O Senhor também nos mostra uma grande verdade neste mesmo capitulo:
  • Eu Sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas (Jô 10:11)

  • Comparando o ato de Davi protegendo seu rebanho de animais ferozes, assim é o nosso Senhor Jesus, ele cuida de cada um de nós  e nos protege dos ataques do diabo. Ele entregou a sua vida para nos salvar.

  • Também quero ressaltar o ministério pastoral. Como o modelo de Jesus, o pastor tem a obrigação de dar a sua vida pelas ovelhas, de cuidar de sua vida espiritual e guiá-la pelos caminhos certos. E a responsabilidade é grande pois as ovelhas não são dele e sim de Cristo e ele terá que prestar contas a Ele de Cada uma delas.

  • Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil”. (Hb. 13-17b)

  • Nesta primeira parte do verso entendemos que Davi plena convicção de que Deus cuidava de sua vida como um pastor cuida de suas ovelhas.

  • Nada me faltará (V.1b)

  • Desta vez Davi reconhece que assim como o pastor alimenta suas ovelhas e cuida de prover aquilo que elas necessitam, assim também Deus faz conosco.

  • Quando Davi orou a Deus dizendo que nada o faltaria, não estava defendendo a prosperidade material ou bênçãos meramente humanas. Claro que eu não estou fazendo apologia a isso, pois Deus não nos deixa faltar essas coisas também, quando buscamos o seu reino e a sua justiça. Mais eu estou querendo dizer que o propósito dessa declaração e que se temos Deus como nosso pastor, não necessitamos de mais nada, as outras coisas que alcançamos nesta vida são somente conseqüências.

  • Davi sabia que Deus provia em sua vida o necessário para viver. Tanto o alimento material como principalmente o alimento espiritual. Deus era suficientemente tudo o que Davi precisava.

  • Agora eu te pergunto, a satisfação das ovelhas é encontrada nas provisões ou no provedor?  Seu contentamento é radicado nas dádivas ou no doador?  No doador, naturalmente!  Aprendamos que nosso Pastor proveu "toda sorte de bênção espiritual" através de tremendo sacrifício (João 10:11).  E mais, compreendamos que, se o Senhor é nosso Pastor, então as provisões são simplesmente suplementos agradáveis.  Deveremos buscar o Pastor doador por ele mesmo e nunca nos faltará provisão (Mateus 6:25-34).

  • Assim, sem o pastor não haveria provisão.

  • Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente as águas tranqüilas (V.2)

  • Agora é o momento que Davi diz a Deus que ele nos conduz a um lugar de descanso.

  • Eu te pergunto nesta noite: você sabe onde está o nosso lugar de descanso?
  • A resposta é simples, em Cristo Jesus.

  • Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei; tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim que sou humilde de coração e encontrareis descanso para as vossas almas. (MT 11:28-29)

  • Nessa parte da oração podemos interpretar da seguinte forma: Que Deus nos convida a descansar NELE.

  • Davi reconhece que logo após ter enfrentado uma batalha, só em Deus ele encontraria o descanso que precisava. E como ovelha que necessita de pastos verdes e águas tranqüilas ele  também precisava.

  • Nós por muitas das vezes travamos batalhas terrivelmente desgastantes e que nos levam a desanimar. Muitas das vezes oramos pedindo a Deus respostas para nossos anseios e preocupações mais a única resposta é um grande silêncio. Mas no momento em que você entende, assim como Davi, que você faz parte do rebanho do Bom Pastor vai entender que ele simplesmente está te levando a pastos verdes para que tu possas descansar nele.

  • Nós os cristãos somos libertos da escravidão do pecado e das preocupações da vida pela fé. Mais muitos de nós, falo de verdadeiros cristãos, vivemos como escravos. Precisamos então aplicar essa verdade em nossas vidas pela fé, como a palavra diz em RM 6:14 (Em relação ao pecado) e MT 6:31-34 (em relação as coisas da vida), e deixar o Senhor Jesus nos levar aos pastos verdes e a saciar a nossa sede nas águas tranqüilas.

  • Refrigera a minha alma ( v.3a)

  • Deixo-vos a Paz a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração. (João 14:27)

  • Nesta parte da oração percebemos que Davi pede que o Senhor lhe dê Paz em seu espírito. O senhor Jesus um pouco antes de ser levado para ser julgado explica para seus discípulos que tipo de Paz Ele proporciona para os seus.

  • A paz citada no evangelho de João originada da palavra no Hebraico “Shalom”, usada como saudação entre os cristãos e pelo próprio senhor Jesus depois de sua ressurreição.Em Nível individual essa paz é desconhecida pelo crente. Ela será revelada a nós no reino messiânico.

  • O que se pode dizer sobre essa paz proporcionada por Deus é que, Ela  nos da força para superarmos as nossas dificuldades e a vencer os nossos anseios. É um abrigo seguro em meio as tempestades que tentam nos derrubar.

  • Foi essa paz que fez com que o Apostolo Paulo suportasse as prisões, os açoites, as pedradas, as tribulações. Foi essa paz com que Jô suportou a dor e o sofrimento. Foi com essa paz que muitos homens de Deus sofreram na carne os sofrimentos de Cristo com alegria.

  • Guia-me nas veredas da Justiça, por amor do seu Nome. (v.3b)

  • Essa expressão demonstra direção e luz em nosso caminho. Davi sabia que Deus o levava por caminhos de retidão e também sabia o que o esperava no final da caminhada.

  • Através da Palavra de Deus somos conduzidos por caminhos retos e de verdade. Muitos são os que seguem o caminho que os conduzem a perdição ao engano ao coração do Maligno. Andam como cegos. Desgarrados.

  • Quando deixamos Deus nos guiar pelas veredas da sua justiça ele nos leva ao centro da sua vontade.

  • Lâmpada para os meus pés eé a tua palavra e luz para o meu caminho... (Sl 119:105)

  • A palavra de Deus é a bussola certa para caminharmos segundo os planos de Deus.

  • Ainda que ande pelo vale da sombra da morte não temerei mal algum porque tu estas comigo. (v.4a)

  • O vale da sombra da morte talvez fosse um lugar onde havia perigo de encontrar animais selvagens, ou um vale íngreme que o rebanho precisava escalar ao se deslocar de um pasto para o outro.

  • A região de Israel era uma região geograficamente acidentada. Havia muitas montanhas e também vales sombrios e escuros. As ovelhas eram animais sensíveis que facilmente se assustavam, principalmente quando passavam por vales escuros. Elas tinham de confiar no pastor que as conduzia.

  • A expressão “vale da sombra da morte” é uma expressão muito forte. Ela aponta para trevas profundas. Poderíamos pensar, por exemplo, na grande escuridão que há no final de um poço profundo. Tal expressão também é usada na Bíblia para referir-se à morada dos mortos, que é um lugar de densas trevas e escuridão (Jó 10.21,22). Ninguém gosta de ficar num lugar muito escuro. Trevas provocam medo nas pessoas.

  • A quatro pontos que atenuam o terror do vale:

  • Não se trata da morte, mas de sombra da morte, sombra sem corpo, figura sem realidade; não se trata de sombra duma serpente que pica, nem da sombra duma espada que mata.

  • É vale de sombra, bastante profundo para ser tenebroso, mas os vales são também frutíferos, como o é até a própria morte para os piedosos filhos de Deus

  • É um andar, como um curto passeio.

  • E é um andar pelo vale, onde não se perderão, antes sairão a salvo para o monte de especiarias aromáticas que há ao outro lado. Não há ali qualquer mal para o filho de Deus, pois nem a morte pode separar-nos do amor de Deus

  • Porque eu estou bem certo que nem a morte e nem a vida, nem os anjos nem os principados; nem as coisas do presente nem as do porvir, nem os poderes nem as alturas ,nem a profundidade , nem qualquer outra criatura poderá nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus (Romanos 8:38)

  • Existem certos pastores que pregam “só vitória” mais não dizem que nós os cristãos passamos por momentos difíceis, ou melhor, pelos vales escuros. E por não haver esse tipo de pregação muitos são os que entram em desespero achando que Deus não é com ele, ou está recebendo as conseqüências de pecados.

  • Mesmo nós estando fazendo a vontade do Pai, mesmo tendo uma vida santa diante DELE, estamos sujeitos a  passar por provações.

  • Existem alguns vales comuns em nossas vidas que amedrontam até mesmo o povo de Deus:

  • Pense por exemplo na situação de um jovem crente que foi acometido por uma doença gravíssima tal como o câncer e que está com os dias contados para morrer

  • Pense também no caso de uma mulher crente que vive uma vida sofrida por ter um marido descrente que não a apóia em nada

  • Outro caso seria o de um pai de família que está desempregado e sem condições de sustentar sua família.

  • Essas pessoas estão passando por vales da sombra da morte. Esses tipos de males acontecem na vida dos incrédulos e dos cristãos. Todos são vulneráveis as tribulações da vida, porém é de forma diferente que cada classe lida com tais situações da vida.

  • O incrédulo se desespera murmura e até mesmo blasfema contra Deus em momentos difíceis. O crente não ele coloca sua confiança em Deus, mesmo que ele o conduza em direção a sepultura ele vai continuar a caminhar. Ele não se desespera e nem pára no caminho, pois conhece o condutor e sabe que tudo que Ele faz é Bom e agradável.

  • Assim como as ovelhas nós somos frágeis. Qualquer vale escuro nos proporciona medo. Ficamos apavorados e deprimidos. Mais não podemos desanimar,o Senhor anda ao nosso lado e não nos deixa sozinhos jamais.

  • Davi deixa bem claro que os crentes não estão isentos de perigos nesta vida. Eles podem sofrer males nesta vida. Não é pelo fato de você já ser crente e ter Deus como seu pastor que as aflições e males do tempo presente deixarão de existir na sua vida.

  • Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo passais por aflições mais tende bom animo eu venci o mundo (João 16:33)

  • Eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos (MT 28:20)

  • O teu bordão e o teu cajado me consolam (v.4b)

  • O bastão e o cajado citados nesta parte da oração quer dizer disciplina, proteção, autoridade e misericórdia.

    • Vara – Em Hebraico shábet , instrumento de defesa usada pelos pastores de ovelhas para afugentar lobos, leões e ursos, Era uma espécie de bastão na muito longo, porem muito resistente. Vara nas escrituras representa autoridade, correção, Jesus disse:

  • Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas. Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e dou a minha vida pelas ovelhas. ·( João 10. 12 – 15)

  • 2) Cajado – Segundo Matthew Henry, o cajado é um instrumento distinto da vara, usado para resgatar a ovelha quando caem em algum precipício, podendo içá-las.
    Como instrumento de misericórdia, o cajado fala de proteção e é indicado para dar direção.

  • Parábola da ovelha perdida: (Lucas 15: 4- 7)

  • Que homem dentre vós, tendo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove, e não vai após a perdida até que venha a achá-la?
    E achando-a, o põe sobre os seus ombros, gostoso;
    E, chegando a casa, convoca os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida.
    Digo-vos que assim haverá alegria no céu por um pecador que se arrepende, mais do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento.

  •  Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. (V.5)

  • O Óleo citado aqui era o remédio que o pastor usava nas suas ovelhas.

  • Pelo motivo de as narinas da ovelha ser facilmente feridas ou infectadas: o pastor utiliza óleo como agente de cura e proteção.

  • Onde há moscas que podem perturbar as ovelhas, o óleo as mantém afastadas. Quando também são picadas pelas víboras no pasto, o óleo é usado como remédio.

  • Quando o óleo é aplicado sobre a ovelha ela muda imediatamente o seu comportamento, acaba a irritação e a inquietude. A ovelha volta a pastar com tranqüilidade e permanece em pacifico contentamento.

  • As ovelhas são animais frágeis e um machucado na ponta do seu fossinho é motivo de muita agonia, pois a dor que ela sente é terrível a ponto de, se não for socorrida imediatamente pelo pastor, da de cabeça nas pedras em busca de alivio. Fazendo isso pode até mesmo morrer.

  • Quando Davi pede a Deus para derramar sobre ele o óleo, ele automaticamente está pedindo a Deus que o cure de suas feridas.

  • Quando pecamos, o pecado se torna uma ferida que dói, e que dói muito. A tentativa de lutar contra ele nos faz ficar meio que batendo a cabeça na pedra ate não agüentarmos mais. As feridas deixadas pelo pecado são como as picadas das víboras. Deus quando olha para nós, todo machucado, cansado desanimado, Ele pela infinita misericórdia e amor derrama óleo fresco sobre nossas cabeças e nos cura.

  • O bom anfitrião, na Palestina ungia o visitante com óleo, era um gesto de honra, mais neste salmo o Senhor unge suas ovelhas com óleo, ou azeite perfumado, representando a unção de Deus através de seu Espírito Santo.

  • Ta vendo que ungir móvel, foto, carteira é um equivoco?
  • Óleo vem do Espírito de Deus, é feito pelo Senhor para ovelhas feridas e também para honrar seus servos. Deixe o Senhor derramar o óleo do seu Espírito sobre a sua vida nesta noite.

Conclusão


  • Bondade e misericórdia me seguiram todos os dias da minha vida;e habitarei na casa do Senhor para todo o sempre (v.6)

  • O salmista mostra a promessa que teremos no futuro. Habitaremos com Senhor para sempre. No lugar onde ele preparou um lugar para cada um de nós. (João 14: 1e2)

  • Viveremos ao Lado de Jesus em um lugar que não haverá mais dor, nem medo, nem vales escuros, nem choro... Desfrutaremos do gozo de nosso Senhor e eternamente.

  • O Deus que nos criou conhece a nossa essência, sabe o quanto somos frágeis e certamente conhece os nossos problemas e nossas dificuldades. Mas, quem confia Nele, não anda sozinho e vive melhor. Aleluia!

  • O livro dos Salmos exprime o relacionamento do homem com Deus. "Salmos" em hebraico significa "Louvor", o que indica que o conteúdo principal do livro é louvor, oração e adoração. Adoração é a idéia central. Eles engrandecem e louvam o Senhor, exaltam seus atributos, seu nome, sua palavra e sua bondade.

  • Mostra que Deus não é inacessível, distante ou indiferente. É um Deus que nos ama e que cuida de nós.

0 comentários :

Postar um comentário

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria