CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

CAIO FÁBIO AFIRMA QUE PASTOR SILAS MALAFAIA TRAIU MOVIMENTO EVANGÉLICO

Uma conversa vibrante onde nenhuma questão ficou sem resposta e que trás luz a muitos acontecimentos importantes do cenário evangélico dos últimos 35 anos.
Em função dos recentes desdobramentos do chamado Dossiê Caymam, o Rev. Caio Fábio D’Araujo Filho
volta à pauta dos principais veículos de imprensa do país. O que ocorre nem tanto em função de novos fatos a respeito do caso, mas devido a uma decisão inesperada da magistratura que o condenou em um processo onde ate mesmo as partes interessadas inocentaram o pastor.

Os crentes mais maduros estão cientes do legado daquele que foi a mais destacada liderança evangélica que o Brasil já conheceu. Já as novas gerações de evangélicos desconhecem as conquistas do fundador da Vinde, um conjunto de veículos de comunicação, da Fábrica da Esperança, entre tantas outras iniciativas relevantes no campo social, cultural e evangelístico. Um tempo diverso da nossa história onde o neopentecostalismo, a teologia da prosperidade ainda não jugulavam o cenário evangélico e o perfil das principais lideranças ainda não era dominado por bispos, apóstolos e papas, com seus jatinhos, mansões e megatemplos.

Sobre Caio Fábio, suas posições teológicas atuais e todos os mitos construídos em torno do homem desde o episódio conhecido pela “queda de Caio”, a esmagadora maioria sabe apenas de “ouvir falar”. Caio Fábio conhece a intimidade das principais lideranças evangélicas do país e é, provavelmente, o observador mais privilegiado da história recente da igreja.

Em dezembro de 2011, Danilo Fernandes, editor do Genizah, foi convidado pela revista Cristianismo Hoje para entrevistar Caio Fábio em sua casa em Brasília. Um desafio e tanto, função da reconhecida verve brilhante do entrevistado, carisma, inteligência e, sobretudo, a notória capacidade de fazer frente à confrontação. Some-se a isto o peso das questões seriam levantadas na entrevista.

O resultado está nas bancas de todo o país. Uma entrevista que irá descortinar episódios desconhecidos por muitos e trazer verdade onde abundava achismos. A matéria não foi, nem de longe “chapa-branca” e, como certeza, a maioria ficará surpresa com a forma como certas questões foram confrontadas e, principalmente, com as respostas do entrevistado, que fugiram completamente da mitologia construída nos últimos anos em torno deste e de sua teologia.

Assista os vídeos abaixo:
PARTE 1


PARTE 2



PARTE 3



Fonte:
Genizah
www.genizahvirtual.com


Um comentário :

  1. Caio Fábio ainda é um dos maiores expoentes da intelectualidade cristã da Igreja Brasileira. Alguém cuja opinião sobre qualquer assunto possui muito peso.É tambem dos mais honestos e centrados, dentre os que estão na mídia.
    Porém, atrevo-me a mostrar minha preocupação, justamente pela empatia que tenho pela sua pessoa.
    A tônica das entrevistas que ele tem dado, o têm colocado sempre na posição de um mártir virtual,uma espécie de vitrine verborrágica da eloquência apologética e se tornado um acusador aparentemente amargurado (particularmente não penso assim dele). Assim, a Genizah e outros aproveitadores da situação têm feito justamente o que o Senhor Jesus advertiu: "Como podeis crer, vós que buscais glória uns dos outros e nao buscais a que vem do Único Deus?"
    Em outras palavras, as entrevistas quase sempre têm um caráter acusativo, que nenhum proveito traz para a Igreja brasileira e, por outro lado, um caráter de "complexo de mártir", inconsciente, é claro, que tem feito, no mínimo, com que ele já tenha recebido o seu galardão. Este tom sarcástico e desafiador rebaixa o nosso irmão a uma categoria de perdedor. “Quem muito abaixa, o “#@$%” aparece”, diz o dito popular. Assim, pergunto:
    Não haverá um emprego útil para esta ferramenta afiada, na horta do Senhor?

    Deus nos mostrou a Sua compaixão. Um abraço a todos...

    ResponderExcluir

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria