CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

ESTABILIDADE NA VIDA CRISTÃ - Por LEONARDO DÂMASO


TEXTO BASE: 1 Cor 15.58

                                                INTRODUÇÃO

     “A estabilidade é uma das qualidades que se deve encontrar na vida de todo obreiro cristão”.1 O que
não possuir este atributo essencial não pode estar apto para cumprir o ministério diligentemente. “Nosso caráter precisa passar por uma transformação radical, se tivermos de ser obreiros cristãos dignos desse nome”.2

Por isso, o importante enfoque de Paulo nestas suas ultimas palavras que encerram o capítulo 15 da primeira carta aos Corintios é doravante a estabilidade na vida cristã. Algo que não é somente restrito a igreja primitiva, mas também abrange a igreja hodierna de Cristo em geral.

     Aqui o apóstolo encoraja os cristãos Corintios, em vista da esperança da ressureição, que eles deveriam mediante a isto, buscarem ter estas qualidades essenciais em suas vidas, ou seja, permancerem sempre firmes, estáveis e abundantes na fé, sabendo que todo “o trabalho para o Senhor Jesus não é inutil”.3 E que Ele  recompensará a cada um segundo as suas obras na sua segunda vinda (Mt 16.27; Rm 2.6-8).

Notas:
1-WACHTMAN NEE. O obreiro cristão normal, pág 14.
2- WACHTMAN NEE. O obreiro cristão normal, pág 21.
3- Tradução da bíblia  NVI.                                               

                                              ARGUMENTAÇÃO

      Para o Cristão que anseia o ministério, trabalhar na obra do Senhor, que não é somente “pregar e ensinar o evangelho de Cristo”;4 mas abrange muitas outras implicações, é necessário que o obreiro seja e se mostre estável. Só haverá crecimento, desenvolvimento e maturidade na vida cristã do obreiro se este buscar  a estabilidade espiritual.
     “Infelizmente, muitos crentes são extremamente inconstantes. O seu humor se altera com as condições atmosféricas, de tal modo que por muitas vezes se tornam brinquedos das circunstâncias; em conseqüência, não se pode depender deles. Suas intenções são boas, mas, em vista de serem emocionalmente instáveis, freqüentemente perdem a es¬tabilidade”.5

     A estabildade espiritual é formada por essa tríade de qualidades básicas e fundamentais, não somente os obreiros, mas todo cristão, desde o mais simples ao mais erudito devem se enquadrar nesta lista, para assim serem aprovados na primeira etapa dos requisitos necessários para ser um bom obreiro. Senão vejamos:

1) A importância da estabilidade na vida cristã (15.58)

a) O OBREIRO TEM QUE SER FIRME (15.58b).
      O termo “firme” traduzido do grego para o português denota algo “irremovivel, que não pode ser mudado do seu lugar”.6 Indubitavelmente o cristão que é firme tem essa caracteristica, ele não treme diante das dificuldades e nem vacila por causa delas, mas age firmemente. Esse é constante independente de qualquer situação, seja boa ou ruim, ele permanece firme em Cristo (Tg 1.8).

b) O OBREIRO TEM QUE SER INABALÁVEL (15.58c).
     O cristão inabalavel é inexoravel, inquebrantavel, ele não é abalado facilmente por qualquer vento de adversidade. As perdas, derrotas e prejuizos que ele pode vir a ter não abalam esta pessoa, ainda que esteja sujeito a abalar-se por ser falível, mesmo nessa hipótese, o obreiro que tem esse atributo não permance abalado por muito tempo, logo ele se recupera, pois o Senhor é a sua força (Sl 118.14a).                      

c) O OBREIRO TEM QUE SER ABUNDANTE (15.58d).
      A palavra abundante no grego tem duas conotações de conceito e significa “ter em abundância”.7 “É a pessoa que produz em grande quantidade alguma coisa, e também traz a idéia de se ter riqueza”.8

Em outras palavras, o cristão abundante é aquele que é produtivo na obra de Deus, no que tange um grande empenho no trabalho na congregação, na evangelização e na demonstração de  frutos de obediência e fidelidade ao Senhor. E o principal, ele não é de vez em quando, mas sempre abundante (Jo 15.16).


Notas:
4- SIMON KISTEMAKER. Comentário al nuevo testamento de 1 Corintios, pág 515.
5-  WACHTMAN NEE. O obreiro cristão normal, pág 14.
6-  FRITZ RIENECKER E CLEON ROGERS. Chave linguistica do novo testamento grego, pág 330.
7- WERNER DE BOOR. Comentário esperança de 1 Corintios, pág 159.
8- DICIONÁRIO PRIBERAM DA LÍNGUA PORTUGUESA.


                                                          CONCLUSÃO


2) O resultado da estabildade na vida cristã (15.58e).

     Paulo termina agora de expor o capítulo 15 com uma consideração primordial, mostrando o resultado da estabilidade na vida do cristão. Parafraseando o (vs.58) entedenderemos melhor o que ele quis dizer: “Diante de tudo isso, prezados amigos, permaneçam firmes. Força! Nada de desânimo! Dediquem-se inteiramente ao trabalho do Senhor, pois nada do que fazem para ele jamais será perda de tempo”.9

Ou seja, o que Paulo está dizendo para os Corintios é que, em virtude de “uma compreensão sólida do fato da ressureição”10, nada do que fazemos para o Senhor é vão, ainda que aparentemente seja, por não ver os resultados de imediato.

     John Macarthur ressalta que: “A esperança da ressureição torna todos os esforços e sacrificios para a obra do Senhor dignos dela. Nenhum trabalho feito em seu nome é vão a luz da glória e da recompensa”.11

     Quando entendemos que a recompensa pelo nosso trabalho ao Senhor, na maioria das vezes a recebemos em parte, e as vezes nem a recebemos nessa vida. Entretanto, não devemos desanimar, pelo contrário, devemos nos animar, pois sabemos que receberemos a nossa recompensa completa NAQUELE GRANDE DIA, desfrutando da vida eterna quando Cristo Jesus vier nas nuvens buscar a sua igreja (15.51-57; 2 Cr 15-7; Ap 22.12)
        
Notas:
9-  A MENSAGEM. BÍBLIA EM LINGUAGEM CONTEMPORÂNEA.
10-COMENTÁRIO BÍBLICO NVI. Pág 1924.
11-BIBLIA DE ESTUDO MACARTHUR. Notas de rodapé.
12- NOVO TESTAMENTO INTERLINEAR. Grego/português (consulta do texto no original grego).

0 comentários :

Postar um comentário

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria