CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

A SANTIFICAÇÃO VEM SOMENTE PELA PALAVRA DE DEUS - SANDRO TEIXEIRA



Na minha experiência pessoal, levei muitos anos como cristão para apenas começar a ter um pequeno vislumbre desta verdade gloriosa: 
SANTIFICAÇÃO NÃO VEM POR QUALQUER OUTRO MEIO, SENÃO PELA PALAVRA DE DEUS.


Como é a grande o poder de sedução do legalismo! Chega a ser maior do que o do próprio Satanás!
As boas obras aparecem no topo da lista de “prioridades cristãs”. E a tentação é forte, justamente porque o cristão deve efetivamente ter boas obras manifestada sem suas vidas.
Mas posso confessar aos irmãos que, enquanto tentei praticar boas obras para agradar a Deus, mais e mais me afundei no abismo do desespero e da impotência total! Vi meus dias de “glória” de um cristão que se considerava a si mesmo “piedoso”, escoarem ralo abaixo, até que, cansado de lutar, exausto de tanto exercício religioso e boas obras, me vi completamente amargurado, “desamparado por Deus” (era o que sentia) e - porque não confessar de uma vez por todas? - completamente cínico em relação à fé e à vida da Igreja.
O meu fracasso foi total, daqueles que você mascara com ares de superioridade: “Porque fui me envolver com estes crentes medíocres? Eles são piores do que aqueles que eles chamam de ímpios!”
E, note, isto é uma verdade: Os crentes são piores do que os ímpios! Por isso é que Deus os chama primeiro, para que eles não corrompam ainda mais depressa a vida da sociedade!
 E aí se deu a minha libertação. Deus teve que me levar ao fundo do poço, ao mais profundo abismo existencial, para que reconhecesse que sou igualzinho a todos eles.
Mas Deus é especialista em "porcaria" e seu Nome é glorificado quando Ele age soberana e graciosamente em favor daquele que nada merece. 
Deus tem um Santo e Glorioso prazer em resgatar o mais imundo e encardido pecador, não POR CAUSA do pecador em si, mas A DESPEITO do pecador e de quantos pecados este tenha cometido, para a Sua Glória.

Aprendi que Deus prefere salvar o ladrão sobre a cruz no seu último minuto de vida do que o religioso hipócrita que vive uma vida falsa por anos dentro da igreja praticando incansavelmente,  todo tipo de “boas obras”.

Não sou existencialista, mas há um nível de experiência no íntimo do coração do homem em que ele aprenda a ser autêntico. Isto é fruto da ação do Espírito Santo em seu interior. Os orientais estão até certo ponto com a razão quando afirmam que a pessoa iluminada entra em “sintonia com o Universo”. Eles erram por tratar a Deus como algo impessoal, como uma “força cósmica” ou simplesmente “o Bem”. Mas o cristão, se conhece por experiência o Deus verdadeiro através do novo nascimento – e este é o único modo – TEM QUE “SENTIR” a nível interior que “entrou em sintonia”, não com o universo ou com as plantas e o bichos, mas com o Eterno e Imutável plano e/ou propósito de Deus.

Deus não muda com a opinião que os homens têm a Seu respeito. Esta é a premissa básica dos “panteístas de espírito”. 
Quando alguém diz: “Todos os caminhos levam a Deus”, respondo simplesmente: “ou ao inferno!”

A Verdade é sempre uma só e as mentiras são muitas. 
A Verdade sobre Deus só pode ser uma e não muitas. 
Mais certo será afirmar que 99,999... dos caminhos levam ao erro e à perdição e que 0,001 leva a Deus. 
E com um agravante: Não dependa da vontade do homem, que esta fração de possibilidades entre em sua massa cinzenta feita do pó da terra.
 E as maiores e piores mentiras são as mais próximas da verdade. Por isso foi que o Senhor Jesus disse: “Haverá quem vos mate, julgando com isto estar prestando culto a Deus.”
 Esta é uma classe de pessoas bem intencionadas, como era Saulo de Tarso (o Apóstolo Paulo antes de seu encontro pessoal com Jesus), quando perseguia os cristãos, pensando:
“Puxa vida, sou o maior dos fariseus! Ao combater estes hereges cristãos, estou erradicando a heresia do meio do nosso povo de Israel!”

Mas voltemos à questão da verdade. Suponhamos que eu diga a você:
“Amigo, estou num grande negócio e preciso fazer um investimento inicial de R$ 100.000,00 (Cem mil reais). Se você me emprestar este dinheiro, dentro de um mês, não se arrependerá do que fez. Você será abundantemente abençoado e poderá ter de volta até 20 vezes o valor emprestado!”
Dependendo do seu grau de confiança em mim, somado ao seu interesse em apurar uma boa grana sem grande esforço, você entra no negócio. Mas acontece que,um mês depois você me procura e eu não tenho nada para te dar! O que você faz? Aceitará qualquer explicação que eu lhe der?
Claro que não! Pois se já menti para você ao estipular um prazo e você sabe que há algo muito grande em jogo, o desespero toma conta de você.

Porém, com relação à verdade a respeito de Deus e das coisas espirituais, você não se preocupa. Mesmo que você freqüente uma igreja, já parou para pensar que as “verdades” ali ensinadas, podem não passar de mentiras disfarçadas e que isto pode lhe trazer prejuízo eterno, muito mais do que se você perdesse cem mil reais, como no exemplo acima?

O Senhor Jesus na Sua Oração Sacerdotal em favor dos seus eleitos, em João 17:17, faz uma das mais tremendas declarações da Bíblia:
“Santifica-os na Verdade, a Tua Palavra é a Verdade”.

Tudo bem que você talvez não esteja nem aí para isto (e por isso não é um dos eleitos do Senhor), mas não venha se dizer “cristão” perto de mim. Eu mesmo te adiantarei o que você ouvirá depois, da boca do próprio Senhor Jesus: “Aparta-te de mim Satanás, para o lago de fogo que arde com fogo e enxofre!”

Mas se você entende e se inclina diante desta “Máxima Universal da Verdade Divina”, então podemos continuar e dizer que você é dos eleitos e já faz parte do povo que habitará com o Senhor na renovação de todas as coisas.

“E não entrará nela coisa alguma que contamine, e cometa abominação e mentira; mas só os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro”. (Apocalipse 21:27)
           
Na verdade tudo o que somos, temos e fazemos, nos é dado gratuitamente por Deus. Ele escreveu a nossa história, determinou o número de dias da nossa vida, com quem nos casaríamos, os filhos, parentes, amigos e inimigos que teríamos, enfim, escreveu todo o roteiro da nossa vida.
Até mesmo o que você irá pensar ao ler este texto, tudo isto foi determinado por Deus antes da fundação do mundo!

“Então somos marionetes, personagens de uma história já escrita?” pergunta você.
E afirmo-lhe com todas as letras:
Sim. Até que nos afinemos com a verdade e a vontade de Deus, do jeito que elas são e não do modo que gostaríamos que fosse.

Interessante pensar que as pessoas que mais se irritam com estas verdades imutáveis da Palavra de Deus, são as mesmas que, fora da Igreja, acreditam em horóscopos, cartomantes e coelho da sorte e, dentro dos arraiais da Igreja, os que se baseiam em visões, revelações, mistérios e “profetadas” do tipo: “Meu servo, eis que te falo agora (como se fosse Deus falando).

A estes, pergunto:
“Ora, se o futuro não está traçado, como prevê-lo então?”  

Vamos encarar corajosamente alguns textos bíblicos e não ter medo do que realmente estão dizendo. Esta é a única coisa que santifica o crente: A VERDADE DE DEUS!

“Lembrai-vos das coisas passadas desde a antiguidade; que eu sou Deus, e não há outro Deus, não há outro semelhante a mim. Que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho será firme, e farei toda a minha vontade”. (Is.46:9-10)

“Suscitei a um do norte (Jesus), e ele há de vir; desde o nascimento do sol invocará o meu nome; e virá sobre os príncipes, como sobre o lodo e, como o oleiro pisa o barro, os pisará.

Quem anunciou isto desde o princípio, para que o possamos saber, ou desde antes, para que digamos: Justo é? Porém não há quem anuncie, nem tampouco quem manifeste, nem tampouco quem ouça as vossas palavras. Eu sou o que primeiro direi a Sião: Eis que ali estão; e a Jerusalém darei um anunciador de boas novas. E quando olhei, não havia ninguém; nem mesmo entre estes, conselheiro algum havia a quem perguntasse ou que me respondesse palavra”. (Is.41:25-28)

“As primeiras coisas desde a antiguidade as anunciei; da minha boca saíram, e eu as fiz ouvir; apressuradamente as fiz, e aconteceram. Porque eu sabia que eras duro, e a tua cerviz um nervo de ferro, e a tua testa de bronze. Por isso te anunciei desde então, e te fiz ouvir antes que acontecesse, para que não dissesses: O meu ídolo fez estas coisas, e a minha imagem de escultura, e a minha imagem de fundição as mandou”. (Is.48:3-5)

EIS O GRANDE PARADOXO DA FÉ CRISTÃ:
Quanto mais conhecimento tomamos da Soberania, do Controle de Deus sobre todas as coisas e situações, mais livres nos tornamos. E a santificação, nada mais é do ser “afinado” pelo próprio Deus à Sua Soberana Vontade. Isto também procede Dele. Você não acha interessante que Deus sustente os astros no universo, que Deus controle suas funções vitais, como respiração e batimentos cardíacos? Imagine se você tivesse que fazer o seu próprio coração bombear o sangue para todo o corpo? Que Deus controle toda a natureza, equilibrando a fauna e a flora, concedendo a água para as chuvas através do sistema de evaporação e condensação em nuvens?
Onde estaríamos nós se a água da Terra se acabasse? A quem recorreriam os ateus, os céticos?

“O SENHOR fez todas as coisas para atender aos seus próprios desígnios, até o ímpio para o dia do mal.” (Pv.16:4)

Se alguém crê no Senhor, foi Ele que fez isto e é maravilhoso aos nossos olhos!
Se alguém rejeita ao Senhor e escarnece das verdades da Sua Palavra, foi Ele que fez isto e é maravilhoso aos nossos olhos!
Você acredita nesta história?
Pois o homem acredita que consegue escapar ao roteiro traçado por Deus!
Você chama isto de “fatalismo”? 
Não importa. Também Deus determinou que você pensasse isto. Até que você conheça a Sua perfeita Vontade, será vítima de pensamentos e emoções aprisionadores. Até que a Verdade de Cristo o deixe em parafuso, você não se renderá e, portanto, nada encontrará de concreto e verdadeiro na sua experiência de vida.          

Nem jejuns, nem práticas religiosas, nem mesmo oração e freqüência aos cultos podem santificar o crente ou levá-lo a vencer o pecado no seu interior. Mas o estudo metódico e sério da Palavra de Deus, - como disse Davi – “... na Sua Lei medita de dia e de noite” - pode, efetivamente produzir fé no coração, a partir do momento que Deus o inclina a isto. Esta fé se traduz no conhecimento crescente de Deus, nada mais, nada menos. Conhecendo a vontade de Deus, o crente verdadeiramente renascido é capacitado por Deus a andar por fé e não por vista, não por sentimentos, não movido por interesses egoístas, mas no “fio da navalha” da Verdade, a Única Verdade que liberta e que transcende todas as religiões e pensamentos dos homens!

Deus lhe mostre a Sua compaixão. Um abraço a todos
Sandro Teixeira

0 comentários :

Postar um comentário

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria