CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

DEUS NOS CHAMOU PARA SANTIFICAÇÃO - TOMAS WATSON




Nos chamou para a sua própria glória e virtude" (2Pe 1.3). Ele nos chamou para a virtude, assim como para a glória. "Porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação" (lTs 4.7). Não temos um chamado para o pecado, podemos ser tentados, mas não há um chamado ao pecado. Não somos chamados para ser orgulhosos ou impuros, mas temos um chamado para a santidade.
         Sem a santificação não há evidência de nossa justificação
A justificação e a santificação caminham juntas: "mas fostes santificados, mas fostes justificados" (ICo 6.11). "Perdoas a iniquidade" (Mq 7.18), há justificação. "Pisará aos pés as nossas iniquidades" (Mq 7.19), há santificação. "Mas um dos soldados lhe abriu o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água" (Jo 19.34), o sangue para a justificação e a água para a santificação. Aqueles que não têm a água que sai do lado de Jesus para os santificar nunca terão o sangue para os justificar.
         
       Sem a santificação nós não temos direito ao novo pacto
O pacto da graça é nosso passaporte para o céu. O acordo do pacto é que Deus será nosso Deus. Mas, quem está interessado no pacto e pode exigir os benefícios dele? Somente as pessoas santificadas: "Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne" (Ez 36.26). Se uma pessoa faz um testamento, ninguém, além das pessoas listadas no testamento, pode exigir do testamento. Deus faz um testamento e uma aliança, mas ela é restringida e limitada àqueles que estão santificados, e é muita presunção de alguém que não está listado exigir algo do testamento.
         Não se vai ao céu sem a santificação
"A santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor" (Hb 12.14). Deus é santo e não permitirá que uma criatura não santa se aproxime dele. Um rei não permitirá que um homem com ferimentos contaminados se aproxime de sua presença. O céu não é como a arca de Noé, onde as feras puras e impuras entraram. Nenhuma fera impura entrará na Arca Celestial, pois embora Deus permitisse que o ímpio vivesse por um tempo sobre a terra, nunca permitirá ser incomodado por tal escória. Aqueles que se alegram com a impiedade poderão ver Deus? Será que Deus permitirá tais víboras em seu seio? Sem a santificação ninguém verá o Senhor. Somente um olho limpo pode ver um objeto brilhante, somente um coração santo pode ver Deus em sua glória. Os pecadores podem ver Deus como um inimigo, não como um amigo. Podem ter uma visão amedrontadora dele, não uma visão bem-aventurada. Podem ver a espada flamejante, não o propiciatório. Então, se faz necessária a santificação.
Sem a santificação todas as nossas boas obras estão contaminadas
"Para os impuros e descrentes, nada é puro" (Tt 1.15). Na lei, se um homem ficasse impuro por tocar em um cadáver enquanto carregasse um pedaço de carne santa em seu alforje, a carne santa não o purificaria, mas seria contaminada por ele (Ag 2.12,13). Isso é um símbolo da contaminação de um pecador ao oferecer algo santo. Um estômago doente transforma a melhor comida em algo ruim, da mesma maneira um coração não santificado contamina as orações, os sacramentos e as esmolas. Isso expressa a necessidade da santificação. A santificação faz nossas boas obras aceitáveis. 

Um coração santo é o altar no qual a oferta é santificada; se não para a satisfação, para a aceitação.
Sem a santificação não se demonstra sinal da eleição
A eleição é a causa de nossa salvação, a santificação é a evidência. A santificação é a marca na orelha da ovelha eleita de Cristo (2Ts 2.13).



Fonte:
www.josemarbessa.com

0 comentários :

Postar um comentário

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria