CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

Deus Infinito e Absoluto – A. A. Hodge



Qual é o sentido dos termos "infinito" e "absoluto", e qual o sentido em que eles são aplicados à natureza de Deus e a cada um dos Seus atributos?
        
A definição que Hamilton e Mansel dão de infinito é: "aquilo que está livre de toda limitação possível; aquilo que é tamanho que não se pode conceber um maior, e que, por conseguinte, não pode receber atributos adicionais, ou um modo de existência adicional que não possuísse já, desde toda a eternidade"; e sua definição do absoluto é: "aquilo que existe de per si, não tendo nenhuma relação necessária para com outros seres". Baseados nestas definições, argumentam  que aquilo que é infinito e absoluto deve incluir em si a soma total de todas as coisas, o bem e o mal, o atual e o possível; porque, se estivesse excluído dele alguma coisa real ou possível, não seria mais infinito e absoluto e sim, finito e relativo;  que não pode ser objeto de conhecimentos, porque aquilo que é conhecido fica, por isso mesmo, limitado, porque fica definido; e é também estabelecida assim uma relação entre o conhecido e a pessoa que o conhece; que não pode ser pessoa, porque a consciência pessoal implica limitação e mudança; que não pode conhecer outras coisas, porque o conhecer implica relação, como já foi dito - Discussions por Hamilton, Art. 1; Limits ofReligious Thought, por Mansel, Lectures 1, 2 e 3.

Todos estes devaneios lógicos nascem do fato de tomarem esses filósofos, como ponto de partida, a premissa falsa de um abstrato "infinito" e "absoluto" e substituindo isso pela Pessoa verdadeiramente infinita e absoluta revelada nas Escrituras e na consciência humana como a causa primária de todas as coisas, o Governador moral e Redentor dos homens.

"Infinito" quer dizer o que não tem limites. Quando dizemos que Deus é infinito no Seu Ser, conhecimento, ou poder, queremos dizer que Sua essência e as propriedades ativas desta não têm limitações que envolvam imperfeições de qualquer espécie que seja. Ele transcende todas as limitações do tempo e do espaço, e conhece todas as coisas de um modo absolutamente perfeito. Pode fazer tudo quanto quer por intermédio de meios ou sem eles, e com facilidade e sucesso perfeitos. Quando os homens dizem que Deus é infinito na Sua justiça, bondade ou verdade, isso significa que na Sua natureza inexaurível e imutável possui esses atributos em perfeição absoluta.

"Absoluto", quando aplicado a Deus, quer dizer que Ele é uma Pessoa eterna e auto-existente, que existia antes de todos os demais seres, e que é a causa inteligente e voluntária de tudo quanto mais existiu, existe agora, ou em qualquer tempo há de existir em todo o universo, etc, e que por isso Ele não mantém relação necessária com nada que existia fora dEle. Tudo quanto existe está condicionado a Deus, assim como o círculo está condicionado a seu centro; mas Deus, seja quanto à Sua existência, seja quanto a qualquer dos modos dela, não está condicionado a nenhuma das Suas criaturas, nem à criação como um todo. Deus é o que é porque é, e Ele quer aquilo que quer porque "assim é do seu agrado". Tudo o que mais existe é o que é porque Deus queria que fosse o que é. Toda relação que Ele sustem para com aquilo que está fora dEle foi por Ele tomada voluntariamente.

2 comentários :

  1. tudo na minha vida esta dando errado,fui evangelico da assembleia de deus.Entao parece que as coisas pioraram mais ainda.

    ResponderExcluir
  2. Prezado Arthur, aconselho que continue lendo sobre Deus e o seus atributos aqui no M.T., pois realmente não é o "ser evangélico" que mudará a sua vida, mas o conhecimento de Deus o fará. Há uma frase que diz "quando Deus não muda a situação, Ele quer mudar o coração", quem sabe está não é uma oportunidade para você se aproximar de Deus profundamente?

    ResponderExcluir

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria