CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

CTO - CURSO GRATUITO DE TEOLOGIA ONLINE

FUNDO

Mondex Smartcard, o sinal da Besta - Por Ciro Sanches Zibordi

Escatologia aterrorizante (4)


Mondex Smartcard, o sinal da Besta

Por Ciro Sanches Zibordi
Colunista Convidado do Christian Post






De acordo com a escatologia aterrorizante, o mundo está sendo governado por sociedades secretas que desejam implantar a Nova Ordem Mundial. Vários países, como Inglaterra, Estados Unidos, Austrália, Israel, China, Índia e Brasil, estariam envolvidos na implantação do biochips Mondex Smartcard no corpo humano. E eles só teriam encontrado dois lugares satisfatórios e eficientes para a implantação do chip: a testa e a mão direita.


Com esse biochip, as pessoas não precisariam mais usar documentos e dinheiro para fazer compras. E, uma vez implantado na testa ou na mão direita, ele só poderia ser removido por uma delicada e perigosa cirurgia, visto que o diminuto invólucro se quebraria, contaminando o organismo com o lítio.



Os teólogos do terror têm citado erroneamente Apocalipse 13.14-16 para afirmar que o Mondex - de 7 mm de comprimento e 0,75 mm de largura (tamanho de um grão de arroz) - seria o sinal da Besta...



Em primeiro lugar, essa história conspiratória do suposto biochip é falsa! Ela foi disseminada pelos terroristas da Internet por e-mail e pelos teólogos paranoicos, que têm até vendido DVDs e realizado palestras nas igrejas para discorrer sobre essa falácia! A imagem acima do suposto raio-x foi “fabricada”. E o pior de tudo: o site norte-americano www.breakthechain.org, especializado em desvendar a origem de certas “verdades ocultas”, apurou que a versão original desse embuste surgiu no Brasil, em 2004!



No site www.mondex.com, vemos que já existe um produto com marca registrada da MasterCard chamado Mondex. Trata-se de um cartão de pagamento inteligente, e não de um biochip para se implantar na mão ou na testa. É claro que eu não duvido de que haja tecnologia para armazenar informações pessoais em biochips. Mas, segundo alguns especialistas em tecnologia da informação que consultei, os microchips não seriam implantados na mão, e sim na parte carnuda do braço, a fim de não interferirem na articulação e na função muscular. E a sua extração seria feita facilmente através de um procedimento cirúrgico simples.



Quanto ao sinal da Besta, não precisamos ficar aterrorizados nem paranoicos. Por quê? Porque a Igreja não o receberá em hipótese alguma! Tal sinal não é um chip, e sim uma marca para aqueles que não forem arrebatados. Eles serão convencidos pela segunda Besta, o Falso Profeta, de que o Anticristo (a Besta) é o “salvador do mundo”. E tal sinal, não identificado nas Escrituras, os separará como adoradores conscientes do Homem do pecado.



Graças a Deus, os salvos já estão marcados pelo sangue do Cordeiro e serão arrebatados antes da manifestação da Besta! Por que então precisamos nos preocupar com o sinal da Besta? Portanto, abracemos a Escatologia Bíblica, que nos consola (1 Ts 4.18), nos torna felizes (Tt 2.14), nos desperta para que vigiemos (Lc 21.36) e não nos torna aterrorizados e neuróticos.



Amém?









Ciro Sanches Zibordi é pastor, escritor, articulista, palestrante em escolas bíblicas. Autor dos best-sellers “Erros que os pregadores devem evitar” e “Erros que os adoradores devem evitar”das obras, além de “Mais erros que os pregadores devem evitar”, “Evangelhos que Paulo jamais pregaria”, “Adolescentes S/A”, “Perguntas intrigantes que os jovens costumam fazer” e “Teologia Sistemática Pentecostal”.

Extraído de:
http://portuguese.christianpost.com/

0 comentários :

Postar um comentário

OBSERVAÇÃO:
NEM TODAS AS POSTAGENS TRADUZEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO SITE MATÉRIAS DE TEOLOGIA

Soli Deo Gloria